T. J. D. x CLUBES CAMPISTAS

Luiz Cândido Tinôco

 
É MUITA NOVELA PRO NOSSO GOSTO !
O Campeonato Estadual da Série B, infelizmente, está tendo um final indesejado e melancólico, repleto de ações e recursos no Tribunal de Justiça Desportiva da Federação do Rio de Janeiro,coisa que nenhum torcedor desejava que acontecesse.Isto só serve para denegrir, ainda mais. o já tão combalido futebol fluminense.
Como já é do domínio público, a coisa teve início antes mesmo das duas partidas reunindo Americano x Campos Atlético para decidir qual deles seria o Campeão da Taça Corcovado,equivalente ao segundo turno do Estadual,já que o campão do turno foi merecidamente o Nova iguaçu.
Um certo Wagner, identificado como Diretor de Artes e Cultura do Americano, gravou, (ou será que gravaram), um vídeo no qual ele afirmava que o melhor para o time alvinegro seria que o Roxinho fosse o campeão,a fim de evitar que o Itaboraí, notadamente a bola vez para subir para a série A,entrasse no triangular final.Acontece que o tal vídeo foi parar nas redes sociais e alguém o enviou aos dirigentes do clube da região Metropolitana do Rio.Aí o bicho pegou.
O primeiro jogo entre Americano e Campos conforme se sabe aconteceu no Parque Leopoldina e terminou empatado, Até aí, tudo bem. O segundo foi em Cardoso Moreira, mando de campo do Americano.Resultado: Roxinho 3 x 1. Aí começaram as suspeitas,diga-se de passagem,levantadas até mesmo aqui em Campos por torcedores do “Cano” e um radialista chegou a dizer que era uma vergonha o seu time perder por 3 x 1.Isso até motivou uma reação do presidente Luciano Viana que pediu direito de resposta num programa da tal emissora.;
O fato do técnico João Carlos Ângelo ter escalado vários reservas naquela partida,nada tem de anormal e que represente qualquer infração as leis do esporte.Nem mesmo o regulamento do campeonato diz que é proibida a escalação de jogadores reservas num jogo.Já classificado para o triangular final, João Carlos resolveu poupar vários titulares que seriam utilizados no tal triangular. Absolutamente normal.
Só que, com a gravação do tal vídeo e com a escalação dos reservas, o Itaboraí, clube sem qualquer tradição no futebol fluminense, bancado pela Prefeitura daquele município e que está anunciando a construção de um complexo esportivo por lá, em 17 jogos teve em torno de 12 pênaltis marcados a seu favor.Teve jogo em que o árbitro chegou a marcar duas penalidades a favor da Associação Desportiva Itaboraí,num espaço de 10 minutos, quando até então o time da casa estava perdendo.
Depois do primeiro julgamento no TJD da Federação,no qual o Americano foi absolvido por unanimidade e,estranhamente condenado a pagar uma multa de R$ 102 mil, o Itaborai recorreu do resultado no Pleno da FERJ. O julgamento do recurso aconteceria nesta quarta feira, (20) mas acabou não ocorrendo.O presidente do órgão, José Teixeira,resolveu adiar por tempo não determinado a sessão do Pleno,ao mesmo tempo em que se encerrava naquele dia o seu mandato à frente do Tribunal.
Agora, antes dos recurso serem julgados quem estará sentado no banco dos réus é o tal Wagner.que confessou ter gravado o vídeo, porém, numa conversas informal com outros torcedores do Americano.Esse julgamento,já com outro presidente do TJD e com certeza,com outros auditores, está previsto para esta sexta feira (22).A verdade é, que de recurso em recurso, a decisão do título da série bem só deve mesmo acontecer depois dos Jogos Olímpicos do Rio.
LAMENTÁVEL !!!!

É PÁ E BOLA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s