CAUSOS DO MILONGA, COITADO DO AFONSO.

kombi

COITADO DO AFONSO !
Ás vésperas de um clássico Goytacaz x Americano no Estádio da rua do Gás, ainda na década de 1970.o então gerente da Emissora Continental resolveu trazer a Campos o comentarista Afonso Soares, da Rádio Globo, que seria uma atração para comentar o jogo. Um dia antes do evento, e durante toda a programação foi ao ar a “chamada”.”Não percam,nesta quarta feira, no Arizão, o maior clássico do interior do Estado do Rio de Janeiro,com narração de Luís Paulo Ribeiro e comentários do global Afonso Soares” .O gerente era o saudoso Wilson Gomes Dias, um cara bonachão e amigo de todos,tio da Silvinha Salgado. Ele veio para Campos por ocasião da campanha eleitoral de 1972,quando o industrial Heli Ribeiro Gomes concorreu a Prefeitura e arrendou a rádio que pertencia ao deputado Mário Tamborindeg.Antes, tinha assumido a gerência .de uma empresa do Grupo Marins,na época um dos mais fortes da cidade. Mas, voltando ao clássico campista, era grande a expectativa em relação aos comentários do velho Afonso Soares a respeito da atuação dos craques que na época “desfilavam” pelos gramados campistas. Todos sabiam que o comentarista da Globo era muito crítico quando estava diante do microfone,tanto assim, que tinha um programa policial bem cedinho na emissora do bairro do Glória.A transmissão foi um sucesso, com excelente audiência da “Contina”cujo slogan era “A Maior Força Popular do Interior do Estado”. Ainda não havia acontecido a fusão com o Estado da Guanabara; Ao final do jogo,Afonso foi convidado para um jantar regado a cerveja ,se não me falha a memória,no restaurante que havia no Centro Esportivo Fluminense,(Rinha de Galos) na rua do Gás. Na época o último horário de ônibus para o Rio de Janeiro deixava a Rodoviária Roberto Silveira, as 24 horas. A rádio já tinha comprado com antecedência a passagem do comentarista,pois o mesmo tinha que estar as seis horas na rádio,para apresentar o programa policial ,ao vivo.Só que,quando deram pela coisa, chegaram a conclusão que o ilustre convidado já havia perdido a passagem. A turma entrou em pânico. Qual a solução ? Contratar um táxi ficaria muito caro.Foi então que alguém lembrou que a Rádio tinha uma Kombi velha,que costumava funcionar uma semana sim,outra não,e que tinha como motorista Fernando Tristeza,que morava em Travessão, sétimo Distrito de Campos. Foi uma correria danada. As residências daquele Distrito não possuíam telefone.Correram na rádio e ligaram para o posto telefônico da localidade que tratou de mandar um emissário chamar o Tristeza em casa.Só uma hora depois o motorista chegou na rua Vinte e Um de Abril,endereço da Continental O veículo já estava abastecido, o comentarista tratou de se ajeitar no banco traseiro e teve início a viagem com destino ao Rio de Janeiro. Afonso resolveu tirar um “ronco”,tirou os sapatos e fez o paletó de travesseiro. Quando passava por um trecho ermo da BR, logo depois do Posto do Russo,Fernando Tristeza, com terrível mau humor,- havia sido acordado e tirado de casa altas horas-,percebeu que saía uma fumacinha da parte traseira do veículo. Quando mirou pelo retrovisor, já na segunda oportunidade, viu que as chamas estavam tomando o motor e a Kombi após ratear, foi parando lentamente. O motorista se apressou em jogar o velho veículo para o acostamento e começo a falar: “Seu Afonso,tá pegando fogo”,e nada do homem acordar.Desesperado, Fernando Tristeza agarrou Afonso por uma das perna,e berrou;” Olha o fogo,olha o fogo !” Isso, ao mesmo tempo em que as chamas já tomavam todo o motor e atingiam o compartimento onde ficam as bagagens. Dois caminhoneiros que passavam no local trataram de acudir os dois que estava desesperados à beira da rodovia, gesticulando para chamara a atenção. O que não era preciso pois o fogo já era suficiente para que todos vissem o que estava acontecendo. A terrível viagem do comentarista terminou em plena Avenida Brasil onde foi deixado por um dos caminhoneiros. Só de meias (os sapatos foram perdidos no incêndio que destruiu parte da Kombi) e o paletó. Ali conseguiu um táxi que o deixou na Globo Depois disso, quem falasse com ele sobre Campos( na época não era dos Goytacazes) acabava comprando uma briga e tanto.

LUIZ

LUIZ CÂNDIDO TINÔCO

É PÁ E BOLA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s